Centro: 11 2409-0141 | Pres. Dutra: 11 2432-3511 | Pimentas: 11 2496-7544 | Taboão: 11 4574-0768

Erros de português para evitar em uma entrevista de emprego

erros-portugues

Cá entre nós: uma entrevista de emprego não costuma ser a situação mais agradável do mundo, não é? Mas existem formas de tornar a experiência mais tranquila e se sair muito bem. E uma boa dicção, com um bom português, é uma delas.

As empresas procuram por profissionais que saibam se comunicar bem, que conversem e escrevam um bom português. E isso é fundamental desde o envio do currículo, até a entrevista presencial.

O domínio da língua encanta olhos e ouvidos do entrevistador e poderá dar um up no seu desempenho.

Por outro lado, cometer erros de português durante uma entrevista de emprego pode ser um ponto extremamente negativo e crucial para a sua não contratação.

Segundo uma pesquisa realizada pela Robert Half, empresa de recrutamento especializado nos Estados Unidos, apenas dois erros de digitação no currículo são suficientes para te desclassificar em um processo seletivo.

Dos gerentes entrevistados, 46% afirmaram que não contratam um profissional que comete esse deslize. Chocante, né?

Para que você não passe por uma situação dessas, nós separamos alguns dos erros mais comuns em currículos e entrevistas, que por muitas vezes passam batidos aos olhos de quem os faz, mas não aos de quem analisa.

Cole aqui e fique atento!

8 erros de português mais comuns na entrevista de emprego

#1 Mas x mais

Você pode até achar que não, mas esse ainda é um dos erros mais comuns em currículos e na língua portuguesa em geral.

Mas não é difícil de lembrar: o “mas” tem sentido de “porém”. “Mais”, por sua vez, é advérbio de intensidade. É o oposto de menos, ok?

#2 “Eu vou estar enviando.”

Ah, o gerúndio… tem muita gente que ama usá-lo pra enfeitar o discurso. Mas saiba que ele só lhe prejudicará. Evite na entrevista de emprego e na vida. Diga “eu vou enviar” e problema resolvido.

#3 Mais informações x Maiores informações

Essa também é uma confusão muito comum. O correto seria “mais” informações, já que a palavra “maior” deve ser usada para fazer comparações, como entre medidas.

#4 “Ele falou pra mim fazer.”

“Mim” não conjuga verbo. O correto é “ele falou pra EU fazer”. Use o mim apenas para frases como “ele comprou isto para mim”, por exemplo.

#5 Formação a nível/ em nível superior

Difícil essa? Na verdade, é muito simples! A expressão “em nível de” tem o mesmo sentido que âmbito, plano ou campo. Quando você diz “a nível de”, está se referindo à altura. Exemplo: “a nível do mar”.

#6 “Fazem três anos que trabalho na área”

Bé! Errado! O verbo “fazer” é impessoal e deve ser usado no singular. Por isso, o correto seria “faz três anos que trabalho na área”.

#7 Segmento x Seguimento

As duas palavras tem sentidos bem diferentes. Quando se referir a seção, parte de algo, use “segmento”. A palavra “seguimento” está relacionada ao ato de seguir.

#8 “Trabalhei na empresa durante 1 ano, aonde adquiri muita experiência”

O aonde, neste caso, está incorreto. “Aonde” é um indicativo de movimento que pode ser substituído por “a que lugar”. O correto para a sentença seria “onde”.

E aí? Pegou todas as dicas? Agora não tem mais desculpa para vacilar no currículo ou durante a entrevista de emprego, tá bom? :)

Se gostou, dê uma passadinha no nosso blog pra conferir mais conteúdos para alavancar a sua carreira!

Copyright © Microlins Guarulhos.  Todos os direitos reservados