Erros e acertos na criação de Currículos

erroseacertos-curriculo

Muita gente ainda elabora currículos que são pouco atrativos para o recrutador, que por sua vez, acaba não lendo o documento até o fim. Excesso de informações, a falta delas ou mesmo uma má estruturação do currículo podem ser determinantes para que o candidato não seja chamado para a entrevista, mesmo tendo as qualificações para a vaga.

Mais do que a apresentação profissional, o currículo reflete a vida do candidato, o que ele é de verdade e suas atribuições pessoais. Por isso, é importante observar algumas regras básicas que vão além da objetividade, clareza e um design favorável. Veja alguns pontos a serem levados em consideração que vão além dos modelos disponíveis na web.

O que fazer

  • Tenha cuidado com erros de português e com letras coloridas que dificultem a leitura do currículo.
  • Se o currículo exigir foto, pense bem ao selecioná-la. Escolha uma foto atual que transmita uma imagem profissional.
  • Tenha critério para a ordem cronológica dos empregos. O ideal é que último emprego apareça em primeiro lugar e assim por diante.
  • Descreva apenas os dados pessoais importantes. Não é preciso adicionar o número do RG, do certificado de reservista, do título eleitoral ou nomes dos pais. O que deve estar bem visível é o seu nome, seu e-mail e telefones de contato.
  • Evite frases prontas e genéricas, como “profissional proativo, com muita vontade de ajudar a empresa a atingir suas metas”.
  • Nunca minta no currículo. Coloque apenas informações verdadeiras, sejam elas pessoais ou de qualificação.

Currículo organizado: uma questão de ordem

Acertar em um currículo não é difícil. Basta ter em mente que ele precisa ser claro, bem apresentável e com informações completas, mas sem exageros. Utilize a seguinte ordem:

  • Dados pessoais: apenas nome, endereço, e-mail e telefone de contato.
  • Resumo das qualificações pessoais: faça uma pequena lista de suas atribuições pessoais. Por exemplo: organizado, sério, trabalha bem em equipe, etc.
  • Formação e experiências anteriores: inicie pelo grau mais elevado de graduação, seguido pelos idiomas, cursos de aperfeiçoamento e conhecimento na área a que se destina o currículo.
  • Prêmios: vale colocar prêmios conquistados na área de atuação, em experiências no exterior e por trabalhos voluntários.
  • Observações relevantes: quaisquer informações a respeito da área de atuação que possam ser avaliadas positivamente pelo examinador.

Currículos bem apresentados são melhor avaliados

Como você pôde perceber, existem mais informações a serem evitadas do que adicionadas ao currículo. Para despertar o interesse do avaliador, seja sucinto.

Vale ressaltar que os recrutadores direcionam a sua pesquisa aos currículos recebidos em relação às vagas da empresa. Ou seja, envie o seu currículo para uma vaga que se encaixe em seu perfil, e não com o objetivo de entrar na companhia em uma vaga totalmente diferente daquela na qual você se especializou.

Outro ponto importante a ser levado em consideração é a constante atualização do currículo com capacitações e qualificações exigidas pelo mercado de trabalho: se você se mantém atualizado, seu currículo deve seguir a mesma lógica.

O currículo é a sua carta de apresentação e muitas vezes chega na empresa antes e você. Que imagem você quer passar? Pense nisso ao redigi-lo.

Para saber mais sobre os cursos que vão impulsionar a sua carreira, não deixe de visitar a Microlins Guarulhos.

Resolvemos a sua dúvida? Não deixe de comentar a respeito para que possamos te ajudar. 

Copyright © Microlins Guarulhos.  Todos os direitos reservados